RELIGIÃO UMBANDA

Na Umbanda não há preconceitos nem orgulho. Aprendemos com quem mais sabe e ensinamos aqueles que sabem menos.

“A maior de todas as ignorâncias é rejeitar uma coisa sobre a qual você nada sabe." (H. Jackson Brownk)


Nenhum mistério resiste à fragilidade da luz.Conhecer a Umbanda é conhecer a simplicidade do Universo.

A Umbanda crê num Ser Supremo, o Deus único criador de todas as religiões monoteístas. Os Sete Orixas são emanações da Divindade, como todos os seres criados.

O propósito maior dos seres criados é a Evolução, o progresso rumo à Luz Divina. Isso se dá por meio das vidas sucessivas, a Lei da Reencarnação, o caminho do aperfeiçoamento.

Existe uma Lei de Justiça Universal que determina, a cada um, colher o fruto de suas ações, e que é conhecida como Lei de Ação e Reação.

A Umbanda se rege pela Lei da Fraternidade Universal: todos os seres são irmãos por terem a mesma origem, e a cada um devemos fazer o que gostaríamos que a nós fosse feito.

A Umbanda possui uma identidade própria e não se confunde com outras religiões ou cultos, embora a todos respeite fraternalmente, partilhando alguns princípios com muitos deles

A Umbanda está a serviço da Lei Divina, e só visa ao Bem. Qualquer ação que não respeite o livre-arbítrio das criaturas, que implique em malefício ou prejuízo de alguém, ou se utilize de magia negativa, não é Umbanda.

A Umbanda não realiza, em qualquer hipótese, o sacrifício ritualístico de animais, nem utiliza quaisquer elementos destes em ritos, oferendas ou trabalhos.

A Umbanda não preceitua a colocação de despachos ou oferendas em esquinas urbanas, e sua reverência às Forcas da Natureza implica em preservação e respeito a todos os ambientes naturais da Terra.

Todo o serviço da Umbanda é de caridade, jamais cobrando ou aceitando retribuição de qualquer espécie por atendimento, consultas ou trabalhos mediúnicos. Quem cobra por serviço espiritual não é umbandista.

"Tudo melhora por fora para quem cresce por dentro."

O que a Umbanda tem a oferecer?


Hoje em dia, quando falamos em religião, os questionamentos são diversos. A principal questão levantada refere-se à função da mesma nesse início de milênio.
Tentaremos nesse texto, de forma panorâmica, levantar e propor algumas reflexões a esse respeito, tendo como foco do nosso estudo a Umbanda.

O que a religião e, mais especificamente, a religião de Umbanda, pode oferecer a uma sociedade pós-moderna como a nossa? Como ela pode contribuir junto ao ser
humano em sua busca por paz interior, desenvolvimento pessoal e auto-realização?
Quais são suas contribuições ou posições nos aspectos sociais, em relação aos
grandes problemas, paradoxos e dúvidas, que surgem na humanidade contemporânea?
Existe uma ponte entre Umbanda e ciência (?) _ algo indispensável e extremamente útil, nos dias de hoje, a estruturação de uma espiritualidade sadia.

O principal ponto de atuação de uma religião está nos aspectos subjetivos do “eu”. Antigamente, a religião estava diretamente ligada à lei, aos controles morais e definição de padrões étnicos de uma sociedade _ vide os dez mandamentos
e seu caráter legislativo, por exemplo. Hoje, mais que um padrão de comportamento, a religião deve procurar proporcionar “ferramentas reflexivas” ou
“direções” para as questões existenciais que afligem o ser humano. Em relação a isso, acreditamos ser riquíssimo o potencial de contribuição do universo umbandista, mas, para tanto, necessitamos que muitas questões, aspectos e
interfaces entre espiritualidade umbandista e outras religiões e ciência sejam desenvolvidos, contribuindo de forma efetiva para que a religião concretize um pensamento profundo e integral em relação ao ser humano, assumindo de vez uma
postura atual e vanguardista dentro do pensamento religioso. Entre essas questões, podemos citar:

_ Um estudo aprofundado dos rituais umbandistas, não apenas em seus aspectos “magísticos”, mas também em seus sentidos culturais, psíquicos e sociais. Como uma gira de Umbanda, através de seus ritos, cantos e danças, envolve-se com o
inconsciente das pessoas? Como podem colaborar para trabalhar aspectos “primitivos” tão reprimidos em uma sociedade pós-moderna como a nossa? Como os
ritos ganham um significado coletivo, e quais são esses significados? Grandes contribuições a sociologia e a antropologia podem dar à Umbanda.

_ Uma ponte entre as ciências da mente – como a psicanálise, psicologia – e a mediunidade, utilizando-se da última também como uma forma de explorar e conhecer o inconsciente humano. Mais do que isso, os aspectos psicoterápicos de
uma gira de Umbanda e suas manifestações tão míticas-arquetípicas. Ou será que nunca perceberemos como uma gira de “erê”, por exemplo, além do trabalho espiritual realizado, muitas vezes funciona como uma sessão de psicoterapia em
grupo?

_ A mediunidade como prática de autoconhecimento e porta para momentâneos estados alterados de consciência que contribuem para o vislumbre e o alcance permanente de estágios de consciência superiores. Além disso, por que não a
prática meditativa dentro da Umbanda (?) _ prática essa tão difundida pelas religiões orientais e que pesquisas recentes dentro da neurociência demonstram de forma inequívoca seus benefícios em relação à saúde física, emocional e
mental.

_ Uma proposta bem fundamentada de integração de corpo-mente-espírito.
Contribuição muito importante tanto em relação ao bem estar do indivíduo, como também dentro da medicina, visto que a OMS (Organização Mundial da Saúde) hoje admite que as doenças tenham como causas uma série de fatores dentro de um paradigma bio-psíquico-social caminhando para uma visão ainda mais holística, uma visão bio-psíquico-sócio-espiritual.

_ O estudo comparativo entre religiões, com uma proposta de tolerância e respeito as mais diversas tradições. Por seu caráter sincrético, heterodoxo e anti-fundamentalista, a Umbanda tem um exemplo prático de paz as inúmeras
questões de conflitos étnico-religiosos que existem ao redor do mundo.

_ A liberdade de pensamento e de vida que a Umbanda dá as pessoas também deveria ser mais difundido, visto que isso se adapta muito bem ao modelo de espiritualidade que surge como tendência nesse começo de século XXI. Parece-nos
que a Umbanda há muito tempo deixou de lado a velha ortodoxia religiosa de “um
único pastor e único rebanho”, para uma visão heterodoxa de se pensar espiritualidade, onde ela assume diversas formas de acordo com o estágio de desenvolvimento consciencial de cada pessoa, o que vem de encontro – por exemplo
– com as idéias universalistas de Swami Vivekananda e seu discurso de “uma Verdade/Religião própria para cada pessoa na Terra”. E a Umbanda, assim como
muitas outras religiões, pode sim desenvolver essa multiplicidade na unidade.

_ O resgate do sagrado na natureza e o respeito ao planeta como um grande organismo vivo. Na antiga tradição yorubana tínhamos um Orixá chamado Onilé, que representava a Terra planeta, a mãe Terra. Mesmo que seu culto não tenha se
preservado, tanto nos candomblés atuais como na Umbanda, através de seus outros “irmãos” Orixás, o culto a natureza é preservado e, em uma época crítica em
termos ecológicos, a visão sagrada do planeta, dos mares, dos rios, das matas, dos animais, etc - ganha uma importância ideológica muito grande e dota a espiritualidade umbandista de uma consciência ecológica necessária.

_ O desenvolvimento de uma mística dentro da Umbanda, onde elementos pré-pessoais como os mitos e o pensamento mágico-animista, possam ser trabalhados dentro da racionalidade, levando até mesmo ao desenvolvimento de
aspectos transpessoais, transracionais e trans-éticos dentro da religião. A identificação do médium em transe com o Todo através do Orixá, a trans-ética que deve reger os trabalhos magísticos de Umbanda, os insights e a lucidez
verdadeira que levam a mente para picos além da razão e do alcance da linguagem, o fim da ilusão dualista para uma real compreensão monista através da iluminação, são exemplos de aspectos transpessoais que podem ser (e faltam ser)
desenvolvidos dentro da religião.

_ Os aspectos culturais, afinal Orixá é cultura, as entidades de Umbanda são cultura o sincretismo umbandista é cultura. Umbanda é cultura e é triste perceber o descaso, seja de pessoas não adeptas, como de umbandistas, que
simplesmente não compreendem a importância cultural da Umbanda e da herança afro-indígena na construção de uma identidade nacional. A arte em suas mais
variadas expressões tem na Umbanda um rico universo de inspiração. Cabe a ela apoiar e desenvolver mais aspectos de sua arte sacra.

Essas são, ao nosso entendimento, algumas das “questões-desafios” que a Umbanda tem pela frente, principalmente por ser uma religião nova, estabelecendo-se em um mundo extremamente multifacetado como o nosso. Muito mais
poderia e com certeza deve ser discutido e desenvolvido dentro dela.

Apenas por essa introdução já se pode perceber a complexidade da questão e como é impossível ter uma resposta definitiva a respeito de tudo isso. Muitos
podem achar que o que aqui foi dito esteja muito distante da realidade dos terreiros. Mas acreditamos que a discussão é pertinente, principalmente devido ao centenário, onde muito mais que festas, deveríamos aproveitar esse momento
para uma maior aproximação de ideais e pessoas, além de uma sólida estruturação do pensamento umbandista. Esperamos em outros textos abordar de forma mais profunda e propor algumas idéias a respeito das questões e relações aqui
levantas. Esperamos também que outros umbandistas desenvolvam esses ou outros aspectos que acharem relevantes e caminhemos juntos em busca de uma espiritualidade sadia, integral e lúcida.

"Fernando Sepe''


SORRIA....VOCÊ ESTÁ SENDO IDENTIFICADO!!!!

Sign by Danasoft - For Backgrounds and Layouts

Que a força do Amor esteja sempre com você...



Não Acredite em Algo

Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque esta escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão, e que conduz ao bem e beneficio de todos, aceite-o e viva-o.


terça-feira, 24 de maio de 2011

VAMOS COMEMORAR



Dia 24 e 25 de Maio_ dia de Santa Sarah Kali



Existem diversas lendas a respeito da origem de Santa Sara.

Algumas falam que ela seria serva e parteira de Maria, e que Jesus a teria em alta estima por te-lo trazido ao mundo. Outras, que era serva de Maria Madalena. Seu centro de culto é a cidade de Saintes-Maries de la Mer, na França, onde ela teria chegado junto com Maria Jacobina ou Jacobé,irmã de Maria, mãe de Jesus, Maria Salomé, mãe dos apóstolos Tiago e João, Maria Madalena, Marta, Lázaro e Maximinio. Eles treriam sido jogados no mar em um barco sem remos nem provisões, e Sara teria rezado e prometido que se chegassem a salvo em algum lugar ela passaria o resto de seus dias com a cabeça coberta por um lenço. Eles depois disso chegaram a Saintes-Maries, onde algumas lendas dizem, foram amparadas por um grupo de ciganos.


A imagem de Santa Sara fica na cripta da igreja de Saint Michel, onde estariam depositados seus ossos.

O epíteto "Kali" significa "a negra", porque sua tez é escura. Seu culto se liga ao culto das Madonas Negras,

Fontes variam: se sua canonização consta de 1712, ou se é uma santa regional. Sua festa é celebrada nos dias 24 e 25 de maio, reunindo ciganos de todo o mundo.

Sua imagem é coberta de lenços, sendo ela uma protetora da maternidade. Mulheres (Romi) que não conseguem engravidar e mulheres que pedem por um bom parto, ao terem seus pedidos atendidos, depositam aos seus pés um lenço (diklô). Centenas de lenços se acumulam aos seus pés.

As pessoas fazem todo tipo de pedido para Santa Sara, por sua fama de atender todos os que depositam verdadeira fé nela. Mas perseguirá os opressores, os racistas, aqueles que vão contra seus protegidos prímevos, que são os ciganos. Santa Sara é a santa dos desesperados, dos ofendidos e dos desamparados.






A História de Santa Sara Kali

Muitos são os milagres que fazem de Santa Sara uma divindade, uma santa reconhecida por milhares de pessoas que recebem suas graças e proteção. A devoção à Virgem negra que protege e acolhe o povo cigano hoje é celebrada por diferentes raças e povos de diversas partes do mundo.

Mas a vida de Sara ganhou numerosas lendas, versões e histórias misturando verdade, encanto e magia. Uma delas é que Sara vivia na Gália e que sua conversão ao Cristianismo aconteceu por conta de sua fé e amor incondicionais a algumas santas, tornando-se assim uma serva fiel aos desígnios divinos. Com uma vida voltada à religiosidade, tornou-se santa.

Outra lenda é que Sara tenha sido uma egípcia e que teria vivido como abadessa num convento da Líbia, dedicando seu destino aos preceitos da espiritualidade. Mas, para os ciganos, Sara era uma cigana escrava que venceu a força tempestuosa dos mares por meio de sua fé. Conta a história que por volta dos anos 50 d.C., Maria Madalena, Maria Jacobé, Maria Salomé, José de Arimatéia e Trofino, junto com uma cigana escrava chamada Sara, foram atirados ao mar num barco em condições precárias e aparentemente sem chance alguma de sobrevivência.

Angustiadas e aflitas, as três Marias apenas oravam e choravam pedindo proteção. A devoção de Sara era maior do que o medo. Elevando suas preces, Sara retira o lenço de sua cabeça e promete ao Mestre Jesus que, em troca da salvação de todos, ela seria, durante sua vida, uma serva que trabalharia arduamente para felicidade do próximo.

Parece que naquele instante o pedido de Sara foi atendido, pois o barco sem rumo atravessou o oceano dias e dias tranqüilamente, aportando dias depois com todos salvos em Petit Rhóne, hoje onde se encontra a cripta de Santa Sara, conhecida como Les Maries de La Mer, na região de Camargue, no sul da França. Essa historia e muitos milagres fizeram com que Santa Sara se tornasse a padroeira universal do povo cigano.

Seu nome significa Cigana e Negra, Princesa e Serva. Sara é a santa dos oprimidos, acolhe os perseguidos e humilhados, traz proteção aos viajantes e aos doentes, e paciência aos aflitos. Ela também é invocada para ajudar as mulheres a alcançarem a maternidade, a boa saúde durante a gravidez e auxiliar no bom parto.

A sua proteção também confere prosperidade, amor e vitória para qualquer dificuldade.
Emanando sua energia de amor, protege também os casamentos e as noivas em especial.
Sara, mãe e rainha, é a santa protetora vinda das águas que conquistou o milagre do mar!


Os Rituais de Magia Branca
http://3.bp.blogspot.com/_mASZKAD-fv0/THkdUCZPOgI/AAAAAAAABkU/rei8X3VcefE/s320/3411_SantaSarahKali.jpg
Em toda a evolução da humanidade, é certo constatarmos que, de alguma forma, sempre buscamos uma maneira de nos comunicarmos com o plano espiritual. Apoiados em nossa fé, queremos encontrar um caminho que facilite o entendimento e a compreensão dos mistérios divinos e expressar nossas súplicas e desejos para realização de nossa plenitude.
Quando oramos, falamos com Deus e quando meditamos ouvimos e recebemos Sua proteção.

Ao conectarmos energias superiores, estamos imediatamente realizando um ato mágico. A magia branca é a forma que dispomos de colocar a luz do bem para funcionar em nosso destino. É colocar toda sabedoria do universo à nossa disposição. Quando realizamos uma invocação, um ritual ou um pensamento que nos direcione ao lado positivo da vida nos tornamos então magos de nossa existência. Devemos partir do princípio de que tudo é energia viva e criativa e, ao colocarmos forças soberanas para nos orientar e nos auxiliar, encontramos a paz interior.

Mais particularmente, os rituais e as invocações à Santa Sara devem ser feitos com a mente livre, com o coração aberto e com a alma plena de amor. Tenha a Santa Sara como uma verdadeira amiga, alguém que se pode confiar, uma mãe acolhedora que está sempre pronta para ajudar os seus filhos. Não tenha receio de revelar as suas dores, as suas aflições e as tristezas interiores, mas também não esqueça de agradecer por todas as coisas boas que cercam sua vida.

Celebre a vida com amor e lembre-se de que suas graças terão exatamente o tamanho do seu merecimento. De nada adianta pedir por algo e tentar anular a sua responsabilidade diante de seu caminho.


Altar — A Visita de Santa Sara
http://santasara.webs.com/untitled.bmp
Para receber a visita de Santa Sara em sua casa e em sua vida, procure montar um altar em sinônimo de respeito e adoração. A palavra “altar” significa tudo que vem do alto ou o que está acima de nós. Quando preparamos um altar, estamos sintonizando energias superiores e elevadas capazes de nos proteger e ao mesmo tempo materializar um desejo espiritual de concentrar em um determinado lugar a nossa comunicação com a divindade.

Num local especial de sua casa, prepare o altar de Santa Sara com uma toalha branca, flores amarelas, uma cesta de pães, frutas, uma taça de vinho tinto, uma vela azul clara, um punhado de arroz cru, moedas douradas e incenso de rosas. Coloque também cristais e uma imagem de Santa Sara Kali. Lembre-se que esse altar deverá sempre ser bem cuidado, limpo e organizado em sinal de sua fé, dedicação e devoção.

Todo dia 24 de cada mês, em qualquer horário, você deverá fazer uma invocação especial diante de seu altar, pedindo proteção para sua família e oferecer um pedaço de pão e três goles de vinho para todos que morarem em sua casa. Ao partilhar o pão e o vinho, saiba que a proteção de Santa Sara estará presente na vida de todos e que milagres acontecerão. A comemoração em homenagem a Santa Sara Kali acontece no dia 24 de maio em todo o mundo.

Os Milagres do Manto de Santa Sara

Segundo a tradição cigana, quando um milagre é concebido por Santa Sara, em sinal de respeito, gratidão e admiração, eles entregam à ela um manto azul claro em seu altar, em uma igreja ou em suas festas que celebram a proteção de Sara Kali.

Essa tradição é seguida até os dias de hoje por todas as pessoas que alcançam graças e milagres por intermédio de Santa Sara. Quando seu pedido for atendido, entregue da mesma maneira um manto azul claro em sinal de sua gratidão.

Esse manto poderá ser colocado na imagem de Santa Sara em seu altar ou entregue num altar de uma igreja de sua devoção.


Ritual para o amor

Santa Sara pode nos trazer amor, proteger os relacionamentos afetivos e favorecer as uniões e alianças sentimentais. Você poderá fazer este ritual para qualquer dificuldade que esteja sendo enfrentada em sua vida amorosa; seja para a reconciliação de um relacionamento ou até mesmo para o encontrar um verdadeiro amor.

Este ritual deverá ser feito durante três dias consecutivos, em fase de Lua Cheia. Procure criar uma corrente de proteção realizando este ritual no mesmo horário, todos os dias. Num prato branco, coloque duas velas azul-claras. Em volta delas, acrescente em forma de círculo um pouco de mel e ao lado não deixe de colocar um vaso com flores amarelas e uma vareta de incenso de rosas.

Acenda as velas e o incenso e faça uma oração à Santa Sara mentalizando seus pedidos. As velas e o incenso deverão queimar sem interrupções até o final. As sobras do ritual deverão ser entregues num local onde haja natureza.

Ritual para conquistar emprego e prosperidade

Santa Sara pode interceder por nós trazendo prosperidade e realizar milagres para nossa vida material. Ela nos abençoa com proteção, pode nos abrir caminhos e nos ajudar a vencer qualquer obstáculo ou dificuldade que nos impede de sermos felizes. Para conquistar um emprego em sua vida ou então atrair prosperidade em seu caminho, recorra à Santa Sara da seguinte maneira:

Durante sete dias seguidos, em fase de Lua Nova ou Crescente, ofereça uma cesta de pães, ramos de trigo e três moedas douradas, junto com uma taça de vinho num altar ou lugar especial de sua casa para Santa Sara. Faça a oração de Santa Sara e metalize os seus desejos de forma positiva.

Quando terminar a oração e suas preces pessoais, distribua os pães para pessoas necessitadas em sinal de agradecimento e devoção. Repita esse ritual quantas vezes forem necessárias, até que seus pedidos sejam atendidos.

As moedas deverão ser usadas como amuletos de proteção para sempre atrair prosperidade em sua vida. As sobras do ritual deverão ser entregues num local onde haja natureza.


Proteção para a maternidade

Como contam as histórias dos milagres de Santa Sara, ela promoveu seu primeiro milagre ao retirar um lenço de sua cabeça e suplicar pela proteção divina que a salvou dos perigos do mar. Desde então, todas as mulheres que encontram dificuldades para engravidar, ter uma gravidez tranqüila e um parto feliz, recorrem à Santa Sara pedindo por sua proteção e auxílio.

Quando alcançam essa graça, entregam à ela um lenço do tecido mais bonito que encontrarem em sinal de agradecimento e devoção. Da mesma maneira, quando pedir pela maternidade e for atendida, entregue num altar de uma igreja ou no altar de sua casa um lenço de tecido bem bonito e faça a oração de Santa Sara em sinal de gratidão.

Se desejar, presenteie outra pessoa que também necessite desse milagre com uma imagem de Santa Sara e peça que ela repita o mesmo ritual.

O Manjar de Santa Sara.



                     
O manjar é servido durante a slava de santa Sara, no dia 24 de maio. Mas poderá também fazer esta receita, sempre que desejar atrair a presença de Virgem Sara para sua vida.
É uma receita comum de manjar, a maneira de servir e a oferenda pessoal, é que recebem tratamentos diferentes.

Receita do Manjar:
leite de coco, açúcar, 1 fava de baunilha, amido de milho e coco ralado. Ameixas secas, claras de ovos e limão.
Misture os ingredientes e leve ao fogo brando para cozinhar, até que se faça um mingau consistente. Depois disso, colocar numa forma de pudim, deixar esfriar e levar à geladeira até endurecer totalmente. Quando desenformar, bater algumas claras em neve, acrescentando açúcar, caldo e raspa de limão branco. Cobrir todo o manjar e levar rapidamente ao forno pré-aquecido para dourar. Serve-se em seguida.
Para Oferenda Pessoal: deve acrescentar as claras em neve, cobrir com pétalas de flores brancas e levar ao mar, acendendo velas à Sta. Virgem Sara, Sta. Maria Salomé e Santa Maria Jacobé. O manjar deve ser recheado dos pedidos de graça de cada pessoa presente.

Invocação Sagrada de Santa Sara

A invocação sagrada de Santa Sara é feita em todo o mundo quando se dirigem pensamentos, desejos e pedidos à ela. Ao final desta oração, beba três goles de água ou vinho tinto mentalizando seus pedidos e celebrando a proteção de Sara Kali.


Sara, Sara, Santa e amiga
Escuta-me, eu te suplico
Sara, Sara Santa e amiga
Ouve a minha voz, minha voz que reza
Tu és a protetora de todas
De todas as nossas viagens
E nós te trazemos nosso coração
Tu nos devolves a coragem, quando a infelicidade nos chega
Nós te oferecemos lindos mantos na Camargue das Santas Marias
Para nós, aqui tudo é mais belo
Porque aqui nós nos reabastecemos de vida.
Para nossa grande peregrinação
tu és consagrada como uma rainha
Nós vimos aqui de tempos em tempos te provar nossa fé cristã.
Nós te confiamos nossos segredos
Nós te apresentamos os nossos filhos
Nós te trazemos belos buquês
Nós a beijamos com o coração pulsando
Hoje nós cantaremos louvores para ti
Nós dançaremos ao redor do fogo
Nós seremos uma só voz que sobe através de ti para Deus.
Salve Sara, Salve Sara, Salve Sara
Que o manto de Sara nos cubra de bênçãos
Que assim seja
Amém.

RITUAL DE SANTA SARA




Preparem o ritual para as bênçãos de Santa Sara e tragam mais alegria, energia e força do povo cigano para suas vidas.

- Montem um altar com uma toalha branca ou uma colorida com detalhes dourados.
- Escolham a cor da vela pela energia que quiserem trabalhar, podendo também acender 3 velas e trabalharem com as 3 energias juntas: a vela azul para proteção; a amarela para a área profissional e a vermelha para a área amorosa. Se optarem pelas 3 velas, formem um triângulo com elas, colocando os outros elementos dentro triângulo.
- 7 moedas douradas.
- 1 cesta ou travessa com frutas.
- Flores coloridas.
- Incensos de frutas e flores.
- Fitas coloridas - menos a preta - para decorar a cesta.


Ofereçam e consagrem todos os elementos a Deus Pai, à Sagrada Mãe, à Santa Sara Kali e aos ciganos da luz e peçam a concretização de bom emprego, abertura na área profissional, na vida amorosa, fartura, abundância material e espiritual, saúde para aproveitarem todas as oportunidades e proteção contra todos os males. Estendam estes pedidos aos seus familiares e a todos os ligados a vocês. Se colocarem a vela de sete dias reforcem durante todos os sete dias os pedidos e não se esqueçam dos agradecimentos. Encerrem com uma Oração à Santa Sara:


"Santa Sara, pelas forças das águas, pelos seus mistérios,
Pelas forças da lua
Eu, filho do vento, da lua, das estrelas
Venho pedir proteção para mim, para minha família
Para os meus amigos e para os meus inimigos
Para minha casa e para todos que vierem bater em minha porta
Que eu tenha sempre uma palavra de amor, de carinho e de esperança.
Amém!"
 
http://br.groups.yahoo.com/group/santasarahkali/

Um comentário:

aihfia rggaa disse...

Meu Deus que bom que depois de muito procurar, consegui achar esta oração de Santa Sara que eu não tinha mais; Sara, Sara Santa e Amiga...Dei p/ uma amiga que queria engravidar, e agora vou dar p/ outra amiga!!! Muito Obrigada!!! Gisela Beatriz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...